Nem só de dieta e exercícios físicos vivem as metas de ano novo. Cuidar também da saúde financeira é um passo imprescindível para uma vida melhor e criar uma planilha de orçamento pessoal auxilia nesse processo.

Embora não seja necessário esperar o início do ano para tirar resoluções do papel, este período pode ser um estímulo para organizar a casa e melhorar os hábitos.

Aqui apontamos algumas dicas de como iniciar 2019 com o pé direito e manter as contas no azul.

Liste todas as suas fontes de renda em tabela Excel
Pode parecer estranho, mas muitas pessoas não têm sequer controle sobre aquilo que recebem. Uma pesquisa feita em 2017 pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) apontou que 47% dos entrevistados sabem muito pouco ou nada sobre seus rendimentos e 41% desconhece sobre contas básicas como aluguel, água, luz, gás, entre outras.

Assim como em uma empresa, é preciso conhecer o próprio fluxo de caixa. A organização do orçamento pessoal se começa listando quais são as fontes de renda: salário fixo, pagamento de trabalhos extras, aluguel de imóveis, venda de produtos… Quaisquer itens que representem ganho devem ser descritos de forma antecipada para o planejamento de gastos.

Anote todos os seus gastos
O salário já acabou antes do fim do mês? Esta é uma situação fácil de ocorrer mesmo para quem conhece todos os gastos básicos. O perigo mora nos pequenos ‘ralos de dinheiro’, gastos tão irrisórios que muitos não vêem necessidade de controlar. Começar a anotar até mesmo aquele chiclete que foi comprado na padaria é necessário para entender onde se pode cortar para economizar e balancear as contas.

Categorize
Parte da boa organização é separar em tópicos. Primeiro, como já mostramos, separa-se em uma tabela financeira as fontes de renda, em seguida, gastos básicos como moradia, alimentação, educação, transporte e, por fim, lazer e gastos pessoais. Em cada aba, crie subcategorias, como aluguel, combustível, material escolar, etc. O intuito é transformar os gastos em algo visual e de fácil compreensão.

Crie uma aba para poupanças e investimentos
Uma das categorias a serem criadas é pensando no futuro. Mesmo que ainda não haja uma poupança ou investimentos financeiros, nunca é tarde para começar. Ter uma aba dedicada a isso, aliada à organização das despesas, o estimulará a poupar e investir.

Tenha metas
Um ponto aliado ao último tópico: como você quer estar financeiramente daqui para frente? Estipular metas a curto, médio e longo prazo faz parte do processo de organização pessoal. Uma boa dica é dividir esse período em prazos de três e seis meses, um ano e cinco anos. Quando criamos metas, cuidar dos gastos com responsabilidade deixa de ser um sacrifício para tornar-se algo em prol de um bem maior, além disso, é mais fácil juntar dinheiro quando sabemos em que gostaríamos de gastar futuramente.

Depois de todas essas dicas ainda não sabe por onde começar? Fique tranquilo que a Max Planilhas te ajuda. Criamos uma planilha de controle de gastos pessoais com funcionalidades integradas, de fácil compreensão e manuseio, na qual é possível visualizar de forma gráfica todo o seu orçamento e projeções financeiras.

CLIQUE AQUI e adquira a nossa planilha!

WhatsApp Chamar no Whatsapp